Buscar
  • Nai Rodrigues

Resenha: Livro "Três para casar", de Fulton Sheen


Um dos livros que eu mais ansiava e que tive a graça de ler este ano (aproveitando bem a quarentena), foi o "Três para casar", do Venerável Fulton Sheen. A minha ânsia era impulsionada por já ter ouvido muitas pessoas o recomendarem e por ter visto alguns vídeos - sensacionais - das pregações e homilias do grande arcebispo.


A minha edição é a da Editora Molokai, e conta com 326 páginas. O autor do livro é Fulton John Sheen, nascido em família católica nos Estados Unidos, que o ensinou a rezar o rosário todos os dias. Foi ordenado em 1919 e depois nomeado como bispo auxiliar da diocese de New York, depois bispo de Rochester, até por fim ser arcebispo de Newport (1969). Grande comunicador, escreveu aproximadamente 70 livros e inúmeros artigos, além de participar de programas de rádio nos quais falava sobre casamento, vida intelectual, política e cotidiano. Foi declarado Venerável em 2012 por Bento XVI.



O que eu mais gostei no livro foi a linguagem usada pelo autor. De maneira simples e poética, nos faz refletir sobre a beleza do matrimônio e do amor. Além disso, gostei por não ser aquele livros que fala "isso é certo", "isso é errado", mas que causa profunda reflexão. É daqueles livros em que o autor quer demonstrar mais do que as palavras conseguem exprimir e, por isso mesmo, em alguns momentos a leitura acaba sendo um pouco mais densa.


O que Fulton Sheen tenta mostrar o tempo todo é que o matrimônio é quisto por Deus e que a missão dos esposos é torná-lo divino. Em muitos momentos, o autor nos mostra que o esposo e a esposa não bastam a si mesmos, pois são como dois copos vazios: Deus é quem os preencherá.


O livro também apresenta o simbolismo profundo que há na união matrimonial e na geração de um filho e faz uma relação com a Santíssima Trindade, onde o amor de dois gera um terceiro.



Os temas abordados no livro são "comuns". A maternidade, a paternidade, a geração de filhos, etc., mas eu nunca vi nenhum livro tratar desses assuntos de forma tão profunda como este. Recomendo a todos que estão prestes a se casar, aos já casados, aos que se sentem chamados a vida matrimonial e a todos que querem compreender melhor sobre a riqueza deste sacramento da nossa Santa Igreja.


Com carinho,

Nai.



45 visualizações

©2020 por De menina a mulher. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now